segunda-feira, 31 de outubro de 2016

É halloween!

     O dia das bruxas ou halloween, é uma tradição anglo saxã, mas que se espalhou pelo mundo, muito, penso eu, graças aos filmes e desenhos de Hollywood. Apesar de ser celebrado com máscaras, muitas que visam ser assustadoras, referências a monstros e semelhantes, a data não tem nada a ver com o mal, como muitos pensam. Embora sua origem gere certa controvérsia entre os acadêmicos, a festa, aparentemente, é para comemorar a boa colheita e a fartura um dia antes do Dia de Todos os Santos, dia 1º de Novembro. A origem da comemoração e os episódios que levaram a ser como a conhecemos hoje podem ser encontradas em livros e trabalhos sobre o tema. Vale a pena dar uma olhada na Livraria Cultura, clicando no banner ao lado das nossas postagens e procurar material sobre o tema.
     Algumas pessoas, por acharem que o dia das bruxas não tem muito a ver com o Brasil, decidiram criar o dia do Saci. Apesar de ser um fã do folclore brasileiro, recomendando a leitura dos mais variados livros sobre o tema, desde contos até Monteiro Lobato, acho que não existe necessidade desta substituição. Que eu me lembre, existe em agosto o dia do Folclore e, ao meu ver, o certo é fortalecer a importância deste dia e divulgar as nossas lendas, mas sem precisar misturar com o halloween, que, aos poucos, acabou conquistando o seu espaço.
     Para muitas crianças o dia 31 de outubro é sinônimo de caça aos doces e de usar fantasias. Para pessoas, como eu, que gostam de um filme de terror, é dia de caçar na TV filmes do gênero, apesar que já faz alguns anos que a programação do halloween me decepciona. Já para os gamers, tem-se uma vasta opção de jogos de terror a serem jogados para entrar no clima tais como os clássicos Resident Evil e Silent Hill, como também Saw: the Videogame, baseado nos filmes da saga Jogos Mortais, Slender, Outlast ou um jogo de zumbis. 
     Apesar de não ser algo de nosso costume, o Halloween acabou chegando e conquistando seu espaço na nossa cultura. Agora, antes de boicotá-lo, penso ser melhor aproveitá-lo, seja assistindo a um filme de terror, jogando um jogo, ou, no caso das crianças, pedindo doces.
     Saudações gamers
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Ressurgidos

Jogo desenvolvido pela P8G
www.p8g.com.br


      Ressurgidos é um jogo 3D com estilo visual de HQ de estratégia por turnos. Além disto o jogo permite exploração, sobrevivência, momentos de quick time event e tudo isso ocorrendo no nosso país.
     A história do jogo é a seguinte: um vírus se espalhou pelo mundo gerando um apocalipse zumbi. Cabe a você andar pelas cidades do Brasil e descobrir a cura, além de sobreviver a hordas de mortos vivos, juntamente com seus parceiros. 
     Montar acampamento e evoluí-lo, sobreviver aos ataques, administrar bem os recursos, evoluir seus personagens, montar uma estratégia usando as cinco classes disponíveis e suas habilidades únicas são algumas das possibilidades neste jogo com gameplay inspirada em jogos como X Com e Final Fantasy Tatics.
     Ressurgidos está em fase de arrecadação de recursos, pois, um projeto tão promissor e grandioso, precisa de uma grande equipe e de capital. A ideia inicial do jogo surgiu em 2002 e agora, com os desenvolvimentos tecnológicos, será possível que este, que promete ser um marco na história dos jogos no Brasil, saia do papel, com previsão para setembro de 2017. A pretensão da equipe é lançar o jogo para PC, XBOX One e PS4, representando várias cidades do país e sendo uma grande promessa.
     Veja o primeiro trailer do jogo feito para a BGS 2016 para passar uma ideia muito rápida da proposta do jogo, lembrando que esse é só o início, pois muita coisa boa está por vir.

Video BGS 2016 - Jogo Ressurgidos




     Para saber mais informações sobre o jogo e dar a sua contribuição para que este seja tão grande como a visão de seus criadores é só clicar no link abaixo. 



Um Jogo da:








______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Mafia III #05: Resgatando Prostitutas - Xbox One / PS4 Gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr

www.cjbr.com.br






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

domingo, 30 de outubro de 2016

O Brasil nos games

     O nosso país, às vezes, faz aparições em alguns jogos. Não, eu não estou falando da seleção e sim do país em si, com suas cidades e seu povo. Bem isso na teoria, pois na pratica a visão que as pessoas do exterior tem de nós e de nosso país, "da nossa casa, do nosso puxadinho" como diria Rômulo Mendonça é muito estereotipada, muito por culpa nossa e da divulgação da nossa imagem para o mundo.
     Vamos começar pela fase do Blanka em Street Fighter II. Apesar de ser uma fase linda, com a floresta amazônica, vários animais, incluindo macacos e uma sucuri gigante, em inglês Anaconda, e um porto bem rústico, passa aquela ideia de selva absoluta sem civilização. É verdade que temos em meio a maior floresta do mundo, isso antes das madeireiras de práticas ilegais acabarem com ela, existam várias partes assim ou parecidas, mas também temos grandes cidades que nunca são mencionadas. Essa imagem é tão forte que muitos brasileiros pensam assim também. Ainda não tive a chance de conhecer cidades como Belém e Manaus, espero que um dia possa fazê-lo, mas sei que não são cidades de casas de Tarzan em cima das árvores como muitos pensam e sim metrópoles, com uma cultura riquíssima e construções famosas. 
     Uma cidade que não é da forma que foi retratada nos games, essa que conheço desde sempre, é a minha São Paulo. Em Max Paine 3 vemos uma cidade com uns prédios de elite no meio cercada por uma infindável favela e um estádio de futebol. Sendo bem sincero fiquei muito incomodado, neste sentido, com a visão que se tem da cidade. Infelizmente temos pessoas que vivem em favelas, que sofrem com condições de vida insalubres e que mereciam coisa melhor, mas não é a maior parte da cidade. São Paulo não é uma cidade com apenas futebol e pobreza, o esteriótipo do brasileiro, somado ao samba e às praias, esta que não temos aqui na capital paulista. Temos sim muito trabalho e dedicação, prédios para todas as classes sociais, com alguns é verdade, exageradamente luxuosos, temos trânsito, de fato, mas muitos pontos a serem conhecidos, assim como parques, uma vastíssima opção de restaurantes e muito mais.
     Salvo em raras exceções o Brasil é relatado ou como selva e praias ou como a terra da pobreza e do crime. Temos isso, eu sei, mais, temos também várias riquezas culturais, belezas arquitetônicas, museus, vários esportes e não só futebol, pelo menos por enquanto, visto o  descaso com as demais modalidades esportivas, teatros e muito mais. Devemos conhecer as maravilhas de nosso país e divulgá-las, incluindo em filmes e demais obras que saiam do país. Entendo o fator de crítica social, mas não podemos ter uma visão tão tacanha que esqueçamos das nossas qualidades. Como sempre equilíbrio.
     Saudações gamers    
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

The Elder Scrolls V - Skyrim Special Edition : Conferindo o Game

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

sábado, 29 de outubro de 2016

Farming Simulator 17: Primeira Gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr

www.cjbr.com.br






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Jogo terapêutico computadorizado na terapia com crianças

Dissertação de mestrado de Maria Lucia Rossi

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-12052015-103032/pt-br.php
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Titanfall 2 : A Primeira Meia Hora

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Créditos games

     Após zerar o jogo, acompanhamos uma sequência dos créditos, assim como nos filmes, uma lista com todas as pessoas que trabalharam naquele projeto, que se dedicaram e, com isso, se tornaram imortais no mundo dos games. Deixaram o seu nome em uma obra. Já imaginou que legal deve ser ver o seu nome nos créditos?
     Alguns podem argumentar que ninguém lê aquele monte de nomes que passam. Bem, os maiores escritores, filósofos, economistas e intelectuais em geral também não são lidos pela maioria e isso não faz deles uma porcaria. Por outro lado temos muitos autores lidos por milhões que fazem um serviço péssimo. Portanto, mais relevante do que a quantidade é a qualidade.
     Com certeza, mais importante do que ter o seu nome gravado em um jogo para a eternidade, é a consciência de saber que você fez o seu melhor e ajudou a criar algo impressionante. Talvez o mundo não saiba quem você é, mas você sabe o que você fez, o quanto lutou e se esforçou e isso não tem preço.
     Quem sabe, um dia, seu nome não aparece nos créditos de um jogo. Teremos prazer em vê-lo.


Saudações gamers 

______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

O programa da Globo sobre games

     A Globo lançou um programa sobre games, o Zero1, que passa aos sábados APÓS o Altas Horas, ou seja, MUITO tarde ou muito cedo, como preferirem. A minha relação com esta história foi dupla: primeiro achei uma hipocrisia muito grande da emissora, pois não só ela, como outros dos meios de comunicação do grupo, com frequência criticam os games dizendo que eles estimulam a violência, que fazem mal e semelhantes. Agora terá um programa sobre isso? Achei extremamente interesseiro. Por outro lado gostei da atitude de abrirem espaço para os videogames, creio que muito graças ao Tiago Leifert e sua equipe. Aprovo a iniciativa deles, ou seja, do grupo rebelde, de injetarem novidades sobre os games e tentarem algo novo, sendo que o apresentador, por sinal, já tem uma história com os games, dublando os jogos da série FIFA no Brasil. 
     Acredito que a ideia de um programa sobre games é uma boa, desde que seja feita de forma correta e, se tratando de televisão brasileira aberta de forma geral, tenho muitas dúvidas sobre isso. Talvez na Tv Cultura dê certo. Agora, sem sobra de dúvidas, precisa passar em um horário descente. Parece até, pelo horário, que é um programa proibido para menores. Com certeza não pega bem. Acho mais que foi um "tá bom, faremos um programa de games, mas será num horário péssimo assim ninguém vê e provamos que é uma perda de tempo e sossegamos estes funcionários rebeldes". Se é isso, não posso provar, mas que parece...
     Em meio a tanta porcaria que passa na TV de forma geral, e em todas as emissoras, um programa sobre games seria um bálsamo. Quem sabe um dia isso ocorra de forma correta. Porém mudar o Status quo é difícil, principalmente em empresas que não tem o hábito de inovar. Acho que não será desta vez, mas a esperança continua.
     Saudações gamers    
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Dark Souls 3 - Ashes of Ariandel : A Primeira Meia Hora (DLC)

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

O gosto da conquista

     Um dos melhores sabores que podemos desfrutar é o da conquista. Obter uma vitória é extremamente doce, um misto de ansiedade, alegria, surpresa e mais emoções. Este sentimento pode ocorrer das mais variadas formas. Em termos de videogames, podemos senti-lo ao comprar um console muito aguardado ou aquele jogo esperado por muito tempo. Sentimos ao passar por uma fase difícil, vencer um chefe impossível, conquistar um troféu/ conquista desejado e, claro, ao zerar um jogo.
     Por um lado é fácil obter conquistas nos games, já que não existem riscos, mas, por outro lado, exigem muito esforço e disciplina. Por falar nisso as maiores conquistas são obtidas desta forma, com muito trabalho duro, dedicação, coragem para superar os obstáculos, determinação, etc. Isso vale para jogos de videogames, educação, relacionamentos, conquistas pessoais e todas as demais possibilidades.
     Em um mundo extremamente imediatista e, principalmente, em um país em que é mais comum ver pessoas chorando, muitas vezes sem motivo, e não fazendo absolutamente nada para mudar, para melhorar, parece até uma utopia falar em grandes conquistas. Por que se esforçar se alguém pode fazer por nós? Vamos esperar as coisas caírem do céu dadas por seja lá quem for, ao invés de lutarmos, não é? NÃO. Chega de jeitinho. Chega de terceirizar as obrigações, a responsabilidade e o esforço. É muito fácil ficar esperando seu time ganhar um campeonato para dizer que você conquistou algo, mas é muito difícil fazer a sua parte em um trabalho em grupo, por exemplo. Por que pescar se o peixe chegará pronto para o consumo? Por que ser ativo se você pode ser passivo e receber tudo dos outros, você gostando ou não? A escolha é sua.
     No mundo dos games, pessoas que usam o jeito fácil, o jeitinho, não são muito bem vistas. O esforço é mais valorizado, a dedicação recompensada e admirada, mas lógico que, como no mundo real, é comum vermos os acomodados desmerecendo a conquista alheia de modo, ao invés de chegar ao nível do esforçado, rebaixa-lo ao nível do folgado. Querem ter um país correto? Se esforce para tê-lo. Quer um mundo melhor? Faça a sua parte. Quer conquistar algo? Então se esforce. Quer ser só mais um tijolo no muro, então não faça nada, mas, não reclame quando este for derrubado, pois, uma hora, a passividade se voltará contra você.
     Saudações gamers e se esforce e, só assim você sentira o doce sabor da conquista.
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Dragon Ball Xenoverse 2 : A Primeira Meia Hora

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Kazooloo

     Kazooloo é um jogo de realidade aumentada, tecnologia similar ao de Pokemon GO, que pode ser jogado por meio de tablets e smarthphones. O aplicativo pode ser baixado na Goolgle Store ou na Aple Store, mas para se jogar o game é necessário comprar o acessório game board, similar a um tabuleiro que contem as informações do jogo.
     A história é simples. Nosso mundo está sendo atacado por criaturas interdimensionais e cabe a você defende-lo destes invasores. O game é sucesso na Europa e chega ao Brasil. Ele visa a estimulação física, já que o jogador precisa se mover para desviar dos ataque dos seus inimigos, mas isso sem precisar sair de casa.
     O game apresenta duas versões chamadas Vortex e DMX, sendo a diferença os adversários, o primeiro com alienígenas e o segundo com robôs. Apesar de ser um jogo já consagrado na Europa, apoiamos o esforço dos brasileiros Ilson Schames e Silvio Ferraz de Campos, por trazer o jogo ao Brasil e por isso divulgamos em nossa área Criadores.
     Ficou curioso sobre o jogo? É possível ver como o jogo funciona e o seu tutorial nos vídeos abaixo:

Kazooloo Vortex Gameplay


Kazooloo Tutorial



Para mais informações, baixar o aplicativo ou conhecer as lojas que vendem o game board é só clicar no link a Seguir:



______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Indução à violência?

     Um dia destes eu estava assistindo uma partida da NHL, a liga de Hockey no gelo dos Estados Unidos e Canadá. Quem nunca viu o esporte, eu mesmo estou começando e já achando divertido por ser bem dinâmico, saiba que é um jogo com muito contato físico, muitas vezes descambando para violência física, onde os jogadores não usam ou não tem como hábito usar protetor bocal, pois perder um dente em um jogo de hockey é como se fosse uma medalha e para e se proteger é usado quase uma armadura, além de se usarem tacos para movimentar o disco e, às vezes acertar o adversário, o que gera uma falta. Ao ler isso muita gente pode pensar como o esporte é violento, alguns que deveria ser proibido, pois deve incitar as pessoas a se baterem outros até podem dizer que é tão terrível que até o Jason do filme Sexta feira 13 utiliza uma máscara de goleiro de hockey, ou seja um horror certo? Ou será que não.
     Sabe quem ama o esporte, assim como nós amamos o futebol? O Canadá, o segundo maior país do mundo em termos de território. Seguindo a lógica do parágrafo acima deve ser um clima de guerra no país, correto? Errado. O país é considerado um dos melhores para se viver, com baixo índice de violência. Então o hockey não deve ser assim tão popular, certo? Errado de novo. É a paixão nacional. Será que é o jogo que causa a violência ou será que, quando temos uma educação de qualidade e uma mentalidade não bélica, independentemente do que se passa ou se consome, a paz e o respeito podem se manter? 
     Uma vez conversei com um casal canadense. Eram senhores de mais de 60 anos, bem daquele estilo vovó de conto de fadas. Saindo o assunto de esportes, eles falaram que amavam hockey. Ao falar isso tinham aquele brilho nos olhos de quando falamos de algo que adoramos profundamente. Interessante como, apesar de amarem um jogo bem físico, e até violento, os velhinhos continuaram dóceis. Parece que a influência dos jogos, sejam reais ou virtuais, não é assim tão devastadora, não é?
     Apesar de muitas campanhas ao estilo caça às bruxas contra esportes como o hockey, videogames e semelhantes, não são eles que induzem a violência. Dei o exemplo do Canadá, mas em muitos países acontece o mesmo. Não são os hobbies que geram a violência, mas a mentalidade, a cultura, a educação, ou melhor, a falta dela, o fanatismo e assim por diante. Informação é poder. É com educação e cultura que mudamos o mundo, mas por ser caro, trabalhoso e desinteressante para quem tem poder é mais fácil deixar todos ignorantes e culpar os jogos pela violência, assim como já houve épocas em que a culpa era dos livros, da música, do teatro e assim suscetivamente. Vamos parar de ter um pensamento tão tacanho e ignorante, com o uso de frases prontas feitas por pessoas que ganham com isso, e começar a pensar por nós mesmos. Quem sabe assim não conseguimos um mundo melhor? E de quebra ganhamos novos hobbies como jogar videogame ou assistir e praticar hockey no gelo.
     Saudações gamers

______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

MAFIA 3 : Vale ou não a pena jogar

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

O primeiro filme é melhor que a sequência! Nos games é diferente

     É muito comum, quando falamos de filmes, dizer que o primeiro é melhor do que a sequência. Tirando algumas raras exceções, algumas até discutíveis, no sentido de gerar debates sobre o tema, essa é a regra. Já no mundo dos videogames não é bem assim, apesar de que essa máxima cinematográfica se aplique em alguns casos também nos jogos eletrônicos.
     A sequência de um game, apesar de ter o peso de continuar um grande sucesso, tem algumas vantagens importantes que a favorecem. A primeira é o desenvolvimento tecnológico. Com gráficos melhores, seja por um novo motor gráficoa ser utilizado, seja por ser uma versão mais polida do primeiro, temos uma evolução visual. Essa evolução também se aplica ao som e demais características técnicas, gerando uma evolução grande em relação ao primeiro jogo da série.
     A segunda e talvez a mais importante vantagem é o feedback dos clientes. Ao ouvir a opinião dos jogadores apaixonados pelo primeiro jogo, é possível para a empresa corrigir falhas, melhorar a jogabilidade e a mecânica, dar mais ênfase em algo como uma habilidade ou personagem secundário, sem falar de usar ideias promissoras vinda destes fãs. Em todas as áreas a opinião dos fãs é importante. Não menosprezem esse poder.
     Salvo algum erro grave, uma história ruim ou semelhante, existe uma boa chance da sequência ser melhor que o original. Apesar de ser incrível o primeiro jogo, acho o God of War 2 ainda melhor em todos os quesitos. Outras sequências que gostei bastante, apesar de terem algumas falhas em relação aos seus antecessores são Infamous 2 e The Darkness 2. 
     Alguns games evoluíram tanto que nem parecem com seus primeiros jogos. É o caso de GTA, que revolucionou a industria a partir do terceiro com um mundo aberto com milhares de possibilidades, diferentemente do primeiro em que, em uma visão de cima, tínhamos menos opções. Final Fantasy é outra saga que evoluiu bastante com títulos consagrados como o VII, o X e o XII, apesar de ter derrapado em outros jogos da franquia. 
     No cinema é raro vermos uma sequência melhor do que o primeiro filme, mas nos games a chance é bem maior. Para você, quais filmes tiveram sequências melhores que o original? E nos games? Respondam nos comentários ou nas redes sociais e indiquem para os amigos cinéfilos e gamers.
     Saudações gamers  
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.


Dragon Quest Builders: Primeira Gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr

www.cjbr.com.br






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

domingo, 23 de outubro de 2016

Um carro, dois dubladores e MUITO talento

     Por sugestão do youtube acabei assistindo a um vídeo do Wendel Bezerra, o dublador do Goku e do Bob Esponja, para quem não conhece, dando uma carona para Guilherme Briggs, que dublou Super Homem, Buzz Lightyear, Cosmo de Os padrinhos mágicos, etc. No vídeo eles comentam um pouco sobre a profissão de dublador, como fazem as vozes de determinado personagem, histórias da vida, etc. Sinceramente, quanto mais aprendo e vejo sobre a dublagem, mais eu percebo o quão complexa, rica e incrível é essa arte.
     Nós da NGC damos muito apoio a dublagem, tentando mostrar o quão incrível e difícil é essa prática, que, infelizmente, não é valorizada no Brasil. Uma vez vi uma entrevista, se não me engano, do Marcio Seixas, que dublou o Batman na série animada, em que ele disse que, se um desenho, filme ou semelhante for bem dublado fica melhor que a versão original, ou pelo menos é a preferida dos fãs. Quanto mais o tempo passa, mais eu tenho certeza disso. Depois de ver Dragon Ball Z dublado pelo Wendel, fica impossível assistir em japonês, pelo menos para mim. O mesmo vale para tantos outros personagens e, espero, um dia isso ocorra nos games, por sinal em alguns, já ocorreu.
     Falando nos jogos, damos o maior apoio para que, cada vez tenhamos mais jogos dublados e que a qualidade sempre aumente, já que, por ser uma área nova aqui no Brasil, ainda dá algumas derrapadas. Mas é algo passageiro, pois, assim como todas as formas de arte tiveram um início humilde, a dublagem também o fará e melhorará até ser reconhecida e devidamente apreciada. 
     Quando falamos em apoio à dublagem, não quer dizer impor a versão em português do Brasil, como muitos pensam e como, infelizmente, é feito em outras áreas. O que queremos é ter a opção de jogar em nosso idioma. Como foi dito antes, se a dublagem for boa, será a preferida do público, mais do que a versão original. Por outro lado, caso a pessoa queira treinar outras línguas, ver o trabalho de dublagem de outros países ou semelhante ele terá essa opção também. Eis a chave do nosso raciocínio: opção. Queremos poder escolher a versão em que queremos jogar e ter o direito de apreciar, além da arte do videogame, a arte da dublagem.
     Só sei que ao ver o vídeo com dois gênios de sua área como Wendel Bezerra e Guilherme Briggs, em um mesmo espaço, comentando sobre a dublagem, a vida e semelhantes, fico cada vez mais fã destes e desta forma de arte incrível, torcendo para que ela cresça cada vez mais e receba o respeito que merece. 
     Saudações gamers 
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Mafia III #03: Uma Festa Muito Louca! - Xbox One / PS4 Gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr

www.cjbr.com.br






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

sábado, 22 de outubro de 2016

Zangado e Gear of Wars 4

     Depois do lançamento da primeira meia hora, do conferindo o modo horda e do Vale ou não a pena jogar, decidi fazer a minha análise, não sobre o Gear of Wars 4, mas sobre o senso crítico e a reação do Zangado em seus vídeos já citados. 
     Como era de se esperar, o Zangado, mais uma vez provou seu profissionalismo, analisando o jogo, do qual participou com uma participação especial na dublagem, da mesma forma que os demais, vendo pontos fortes e fracos, criticando o que não estava bom, elogiando o que merecia ser elogiado, sendo o mais impessoal possível. Parabéns ao Zangado por este compromisso com seu trabalho e dedicação com os fãs. Como disse em um texto anterior, era o que imaginava, mas é sempre bom ver atitudes assim, íntegras e descentes.
     Não posso analisar a dublagem, por ter visto apenas nos vídeos, mas posso falar sobre o Zangado e suas reações e atitudes. Achei extremamente correto, o que também merece os parabéns, da parte dele em deixar claro que aceitou o convite da Microsoft por ser uma participação especial, um papel que não atrapalharia a trama, pois tinha consciência de que não era dublador e que o trabalho de emprestar a voz para os personagens é para profissionais, tendo citado o Wendel Bezerra e o Guilherme Briggs. Esta atitude humilde por parte do youtuber, que repetiu várias vezes a afirmação, merece nosso reconhecimento. Se a dublagem dele foi bem feito ou não, não dá para eu analisar, como dito, mas a atitude foi correta ao reconhecer suas limitações e reconhecer o esforço dos profissionais.
     Agora algo inesquecível foi ver a reação do Zangado no vídeo da primeira hora. Desde a ansiedade antes de ouvir a própria voz em um personagem de uma saga tão importante, até o êxtase de viver aquele momento. Com certeza foi muito marcante. Isso nos levou a elogiar nos comentários do vídeo, assim como a escrever este texto. Foi um vídeo inesquecível, mesmo para aqueles que não jogam videogame, por ver uma pessoa ficar tão feliz ao mesmo tempo que um turbilhão de emoções passava em sua cabeça e que podemos ter um vislumbre ao escutar seus comentários. Simplesmente sensacional.
     Apesar de ter criticado antes e, por não ter visto ainda em loco a qualidade do serviço, gostei muito da reação do Zangado, de sua postura humilde e análise íntegra. Continuo achando que, em termos de Marketing foi uma ótima jogada da Microsoft e que, se fosse um papel maior, o Zangado não deveria dublar, mas, visto que foi uma participação especial e sem grande impacto na trama, penso que não teve problemas. Por outro lado ganhamos muito ao ver toda essa emoção e, para os fãs deste grande youtuber, assim como eu, foi ótimo ver seu caráter correto, humilde e profissional.
     Saudações gamers, parabéns Zangado e boa granada de fragmentação (piada do jogo) 
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Dead by Daylight - The Last Breath : Conferindo o Game (DLC)

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

O novo console da Nintendo

     Foi lançado ontem o trailer do novo console da Nintendo, o Nintendo Switch, antigamente conhecido como Nintendo NX. Algo que podemos afirmar é que, com toda a certeza, este é o console mais versátil que já existiu, já que ele é de mesa e portátil com várias formas de jogar.
     Os rumores se confirmaram em quase tudo, inclusive que a nova plataforma usará cartuchos/ fita, em uma versão atual em cartões de memória. O trailer também mostrou futuros lançamentos como o novo Zelda e o novo Mario, algo que estávamos esperando.
     Após ver alguns vídeos comentando o assunto, alguns pontos me chamaram a atenção. Algo que o BRKsEdu falou foi o foco em um público mais velho, de pessoas jovens e não crianças, no trailer, a aparente nova ênfase da Nintendo no E-sport, algo que está vindo com força e que as empresas do setor devem prestar atenção e o grande número de parceiros do console, isso no que diz respeito a jogos multiplataforma. Acho todas estas iniciativas muito bem vindas.
     Agora algumas dúvidas permanecem. Qual será a potência do console? Será que a programação dos jogos será fácil, viabilizando os jogos multiplataforma e sendo atraente para as empresas que os fazem? O controle Pro virá junto ou será comprado separadamente? Teremos que esperar mais notícias ou o lançamento em março de 2017 para sabermos.
     Sinceramente eu gostei do console. Estava com pé atrás com esta história de ser híbrido, mas me pareceu que ficará bom, mesmo para aqueles, como a maioria dos brasileiros, que não sairão na rua com um console caro na mão. Para o console ser um sucesso, penso que deverá ter um bom hardware e programação fácil para as empresas criarem, ou adaptarem, jogos para serem jogadas nesta plataforma, além de um preço competitivo. Além disso seria de grande importância que o controle pro, usando a terminologia do WII U, viesse com o console, de modo a incentivar os jogadores hardcore. Falando neles, a ideia de ser também um controle portátil, pode ser bom para este público. Quem, em meio a um jogo viciante, não teve que parar para ir a um compromisso chato? Com este console, a pessoa poderá continuar a jogar aquele mesmo jogo onde for, claro que isso depende da bateria.
     Pensando em termos de potência, espero que ele seja comparável a nova geração, porém, do jeito que vão as coisas, logo podem lançar, caso ele seja inferior, uma versão pro, scorpio ou seja lá o nome que for para indicar um mesmo console turbinado, mas isso já foi comentado em outros textos. 
     Quanto aos periféricos, acho que o Nintendo Switch talvez reconheça os controles do WII e WII U, assim como o leitor de movimento. Isso é um achismo de minha parte, mas acho que poderia ter, pelo menos neste sentido, retrocompatibilidade. Assim ficaria como as concorrentes, sendo um acessório, mas existindo esta opção. Outro ponto importante é o lançamento de um periférico que permita jogar os jogos de seus antecessores ou, provavelmente a melhor opção, o relançamento dos sucessos do WII U, principalmente, para o novo console. Apesar do fracasso do antigo console, bons jogos foram lançados e seria uma pena que eles sofressem o mesmo destino do WII U. Pensando nisso, a utilização dos antigos acessórios ganha força. 
     Uma preocupação que tenho é se o Nintendo Switch não vai canibalizar as vendas dos portáteis da Nintendo, que, no setor, dominam o mercado. Mas, como dito, temos que esperar para ver.
     Mais uma vez a Nintendo inova, trazendo novos conceitos para o mundo dos games. A dúvida é se, desta vez terá sucesso. Como amante dos games torço para que dê certo. A comunidade gamer perderia muito sem a empresa do Mario. Para ter sucesso, o Nintendo Switch precisará, ao meu ver, ter uma boa potência gráfica e um bom hardware, jogos multiplataformas e uma fácil programação de modo a estimular estes, ter um controle pro junto com o console, além de uma nova visão da empresa, mais aberta ao resto do mundo, mas sem perder suas origens, como a Lego fez. Quanto a isso tivemos bons indícios no trailer com um público mais maduro e o E-sport, agora é ver se na prática será isso mesmo. Cabe a nós, gamers, esperarmos o lançamento em março de 2017 e ver se este novo console irá vingar, ou se será mais uma decepção. Torço muito para que a primeira opção ocorra.
     Saudações Gamers 
     
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Paper Mario Color Splash: Primeira Gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr

www.cjbr.com.br






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Battlefield 1 (Multiplayer) : Conferindo o Game

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Ilusões temporais: um estudo sobre percepção de tempo em função de contingências de reforçamento e punição, a partir do relato verbal

Dissertação de mestrado de Flavio Karpinscki Gerab

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-14052014-153224/pt-br.php
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

O poder da escolha

     Fazer escolhas é uma característica dos gamers, desde escolher o próximo jogo, qual console irá comprar e semelhantes até decisões no próprio jogo como a estratégia a ser usada, habilidade a ser desenvolvida, se seguirá o caminho do bem ou do mal e assim por diante. Vamos começar pelas escolhas no mundo real.
     A escolha da plataforma a ser comprada é uma das mais importantes e, provavelmente, a mais difícil a ser tomada devido aos altos preços cobrados pelos consoles ou para montar um PC gamer. Potência do hardware, ergonomia do controle, jogos exclusivos são só alguns dos fatores a serem levados em conta. Outra escolha, um pouco mais fácil, em termos de preço, porém com maior quantidade de opções é escolher qual jogo comprar. Gêneros, qualidade do jogo, se tem antecessores, se é focado no multiplayer entre ouras características devem ser analisadas. Felizmente temos uma boa oferta de youtubers com vídeos mostrando os jogos, o que pode facilitar esta escolha devido ao maior número de informações. Por fim, dentre as escolhas físicas ou reais, aquelas que acontecem na nossa realidade, temos a de escolher qual jogo jogar primeiro, para as pessoas que compram ou ganham mais de um jogo de uma vez  Neste caso a escolha é baseada no estado de espírito da pessoa, se ela está mais a fim de um jogo com mais ação, se quer jogar no multiplayer, se está curioso por saber o que vai ocorrer na trama e assim por diante.
     Já no mundo virtual temos que tomar várias decisões. Nos jogos em que podemos ser bons ou maus cabe a nós, os jogadores, escolher o lado a ser seguido e, principalmente, a arcar com as consequências da escolha. Em outros temos a vida de outros personagens em nossas mãos, onde um erro pode ser fatal. Podemos escolher também coisas simples como cores e roupas, detalhes do personagem, características físicas e semelhantes. Já em mundos de jogo aberto, temos a liberdade de escolher se queremos continuar com a história principal, completar alguma missão secundária ou simplesmente sair pelo mundo fazendo o que der na telha. A escolha da estratégia a ser seguida também é importante, bem ao estilo jogo de xadrez.
     Independentemente se as decisões são tomadas no mundo real ou virtual, precisamos arcar com a responsabilidade de nossas escolhas. Nos games esta atitude é mais fácil, já que o jogo já é programado, ou seja, não dá para escapar. Já no mundo real o mais comum é o uso de desculpas. Todo o universo é culpado antes de você aceitar esta responsabilidade, pelo menos é isso que a maioria faz, infelizmente. Devemos ser responsáveis e arcar com nossas escolhas, aprendendo com nossos erros e nos tornando pessoas melhores. É com base neste erros que evitaremos os futuros, então, se você é indeciso, não se cobre tanto, o pior que pode acontecer é errar. Salvo em situações extremas, isso não será o fim. Aprendendo com nossos erros, nos conhecemos melhor e aumentamos a chance de sucesso futuro. Arrisque. Neste sentido os videogames são uma excelente ferramenta, pois, tomamos as decisões mais variadas, algumas das quais jamais teríamos que tomar no mundo real, e somos obrigados a arcar com as consequências, desse modo aprendemos, ao mesmo tempo que nos divertimos, o que aceitamos ou não, se ficamos confortáveis com uma decisão tomada pelo protagonista e refletimos se tomaríamos tal atitude na realidade. É um exercício filosófico, mas de uma forma bem divertida. Portanto, se você quer aprender a escolher e arcar com suas escolhas, uma boa dica é jogar videogame.
     Saudações gamers 
     
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Gears of War 4 : Vale ou não a pena jogar

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Paper Mario - Color Splash : Conferindo o Game

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Dia do médico

     Hoje, 18 de outubro, é dia do médico e para homenagear esta profissão tão importante decidimos fazer um texto sobre a influência médica nos games. Antes de começar fica um aviso: vá ao seu médico todo ano e façam seus exames. Sei que, muitas vezes isso é chato e desconfortável, mas é muito importante. Para as mulheres, aproveitando a campanha do Outubro Rosa, fica o lembrete para fazerem seus exames de modo a se prevenir com esta doença terrível que é o câncer de mama. Nem se somarmos todos os vilões dos games chegaremos perto deste adversário, portanto, cuidado. Mas vamos para os videogames.
     Uma das mais básicas menções aos médicos nos jogos eletrônicos é o kit médico. Apesar de, hoje em dia, não ser a forma de recuperar vida mais comum nos jogos de tiro, por anos esse foi o meio de sobrevivência usado durante as batalhas. Além do kit propriamente dito, presente nos mais diversos jogos como Tomb Rider, Indiana Jones and the infernal machine, os mais variados jogos de tiro, como já dito, etc. temos a versão de ervas medicinais, um dos símbolos da saga Resident Evil.
     Na maioria dos jogos temos a barra, ou indicador de vida, chamada em inglês e por algumas pessoas aqui no Brasil de Barra de Saúde, esta que pode ser recuperada encontrando os mais variados tipos de itens, dependendo do jogo, como, por exemplo, esferas de vida, como em Kingdom Hearts, máscaras vermelhas do Homem Aranha, no jogo do herói do Super Nintendo, baús verdes como em God of War e assim por diante, todos derivados da mesma ideia por trás do kit médico.
     Em alguns jogos temos, literalmente, médicos. Em jogos online é comum encontrarmos a classe destes profissionais que dá suporte e recupera a vida dos companheiros. Pode não ser o maior responsável pela eliminação do inimigo, mas, com certeza, é fundamental na sobrevivência da equipe.
     Assim como na vida real, nem sempre encontramos bons profissionais e a medicina não é exceção. Nos games os médicos de Outlast são um bom exemplo, assim como alguns exemplos em jogos de apocalipse zumbi, onde eles estão preocupados somente com o próprio bem estar e ignorando os pacientes ou aqueles que precisarem de ajuda, muitas vezes usando-os para seus próprios propósitos.
     Por fim temos simuladores como o Surgeon Simulator, que, mais do que representar situações reais, é focado no humor e na dificuldade. Uma versão eletrônica, mais debochada, do jogo Operando. Felizmente nossos profissionais não estudam seriamente com esta ferramenta.
     Seja nos jogos seja, principalmente na vida real, os médicos são fundamentais e merecem nosso respeito e admiração, por salvar nossas vidas e prevenir doenças, portanto nada mais justo do que um dia em sua homenagem.
     Saudações gamers
     
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Recado rápido e mudança de política

     Alguns podem já ter reparado, mas para deixar tudo bem transparente achamos melhor explicar. Antigamente, quando postávamos um texto curto, como um verbete na Gamerpedia, não postávamos um outro texto. Isso mudou. Agora quando um texto como eventos, avisos como este, os já citados textos da Gamerpediae e semelhantes forem postados teremos, além deste e do vídeo, um texto maior escrito pela nossa equipe, seja comentando um jogo, um livro, um vídeo ou notícia, sempre ligados aos games ou fazendo alguma conexão com eles, é claro. Portanto, sempre que virem algum texto como os já citados podem procurar que já postamos outro texto antes ou esperar, pois este está para chegar.
     Saudações gamers
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Pac-Man Championship Edition 2: Primeira Gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr

www.cjbr.com.br






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

E a culpa é do videogame? Será mesmo?

     Acabei de ler uma reportagem de um importante site de notícias dizendo, no título que, por causa de um jogo online, garoto morre. Vamos analisar friamente. Segundo a reportagem o jovem acabou morrendo por um enforcamento que teria sido sugerido pelos amigos que estavam falando com ele no computador, onde eles jogavam algo. Não sei por que motivo o adolescente decidiu aceitar o desafio e ficou fora do PC por um tempo, o que levou seus colegas a se preocuparem e ligaram para a prima que estava ao lado. Assustada, a menina chamou os tios entraram no quarto, onde encontraram o corpo, que foi levado ao hospital, mas, infelizmente não sobreviveu. A história é bem triste, mas onde entra o jogo online na história?
     A história, em nenhum momento leva aos games. Aparentemente, não sei por que motivo, os amigos induziram o jovem a cometer tal ato, achando que este não seria cometido, tanto é que eles se assustaram e entraram em contato com a família. Esta diz que o rapaz foi induzido, mas não disse que foi pelos games. E, para completar, a reportagem termina comentando uma dita brincadeira, em que o desafio é ficar mais tempo acordado ao ser sufocado, algo que aparece como alerta no Facebook uma vez ou outra. Onde entra o jogo online nesta história? Ele estava jogando no computador, mas será que, no momento em que a decisão foi tomada ele estava jogando e, mais importante, foi o jogo que induziu o ato? A resposta para a segunda pergunta é não. Tudo indica, pela reportagem, que foram os amigos que induziram, provavelmente como um desafio, o jovem a cometer tal ato, achando que ele não faria tal coisa, pelo fato de terem se assustado e ligado para a família. Tal hipótese ganha mais força ao ter o desafio do estrangulamento, ou seja lá o nome, comentado em seguida. Mas isso não foi a manchete e sim que após jogar online garoto acaba morrendo.
     Para variar a mídia utiliza o game como vilão da história, sendo que ele só faz uma breve aparição como plano de fundo, e bota fundo nisso, neste triste episódio. Não é de agora que nossos jovens andam fazendo desafios ridículos, brincadeiras sem graças e que estes tentam provar seu valor ao aceitar este e outros desafios. Por algum motivo existe essa necessidade de se provar, e não só entre os jovens, diga-se de passagem, mas ao invés de se aprofundarem no tema, o que indicaria algo social, provavelmente, culpam os jogos eletrônicos. Sem falar do estudo psicológico do jovem. Será que ele estava deprimido? Será que ele, visando evitar a solidão, se aproximou das pessoas erradas? Será que, por se sentir menosprezado em seu meio social, de colegas e família, ele se aventurou em um suposta prova de valor? Mas nenhuma destas perguntas importantes vendem, exatamente por serem complexas e filosóficas. Dá muito trabalho pensar, portanto o melhor caminho é pegar um vilão comum, como os games na atualidade, colocar na manchete e, depois, escrever um texto que fala de tudo, menos de como o jogo gerou a morte. Isso é uma reportagem sensacionalista que, além de focar a audiência vendendo uma tragédia, pois estas vendem bem, não faz uma pesquisa de fato, mas já indica o culpado, o bode expiatório da vez. Se fosse na década de cinquenta e sessenta, seria culpa do Rock and Roll, pode ter certeza. 
     Desculpa começar a semana com uma notícia ruim destas, mas, após ler a dita reportagem, fiquei revoltado com a falta de profissionalismo de um meio de comunicação consagrado e a falta de argumentação utilizada de modo, claramente, a chamar a atenção e gerar lucro. Quem sabe um dia não encontremos um texto neste meio sobre ética jornalística? Não, isso não vende então deixa para lá.
     Saudações gamers
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

domingo, 16 de outubro de 2016

Realities de sobrevivência vs videogames

     Se não me engano, o primeiro Reality Show a passar no Brasil foi No Limite, aquele em que um grupo de pessoas ficava em uma ilha, baseado em um programa semelhante dos EUA. Muitos anos depois os programas que mostram pessoas reais ganhou vários formatos, enriquecendo muito as emissoras. Aparentemente voltou à moda Realities de sobrevivência, mas agora para valer, já que antes as pessoas recebiam comida e condições mínimas, se não estou enganado. O chamariz deste tipo de atração, atualmente é ver como o ser humano consegue sobreviver nas mais difíceis situações, sendo que temos programas com especialistas em sobrevivência, pessoas mais comuns, celebridades, etc. 
     Esta fascinação pelo esforço humano em situações extremas vem de longe. Antigamente se lia Robinson Crusoé de Daniel Defoe, este que recomendo, sendo um dos cem livros a serem lidos segundo a Revista Bravo! 100 de literatura. Hoje em dia é mais fácil achar um canal em que uma destas atrações é transmitida. 
     Apesar de gostar de ver a superação humana fico incomodado ao ver estes programas. Primeiro que é comum que as pessoas tomem decisões estúpidas que eu não consigo entender, depois que, aparentemente ninguém leu Robinson Crusoé ou um de seus derivados como o filme Náufrago, pois não há nenhum planejamento ou estratégia mínima em muitos casos, sendo que os participantes sabiam, mais ou menos o que iriam passar, portanto tiveram tempo para bolar uma ideia razoável antes de enfrentar a natureza, diferentemente dos protagonistas das obras citadas, mas, o pior de tudo, ao meu ver, é o dano causado à natureza. Os locais em que tais programas ocorrem normalmente são isolados, de modo a deixar a atração mais interessante, então é comum que a natureza sofresse menos com os danos humanos, porém, com este tipo de programa, vemos seres humanos que não precisariam passar por isso indo a locais que não sofreriam com os danos do homem, caçando os mais variados tipos de animais e destruindo e matando uma parte da flora local de modo a sobreviver. E isso a troco de que? Dinheiro, fama, audiência. Acho tudo muito triste.
     Nos jogos de videogames, porém, temos vários exemplos de jogos em que precisamos sobreviver em situações extremas, desde apocalipses zumbis às possíveis, mesmo que improváveis sobrevivência em situações remotas, onde somos obrigados a caçar, usar ervas medicinais e, em alguns casos, criar nossas casas, armadilhas para predadores e assim por diante. A grande vantagem é que "nenhum animal foi ferido na produção" nem espécies de plantas praticamente intocadas, usadas desnecessariamente. Temos a mesma diversão de ver estes programas, na realidade ainda mais devido a maior interatividade, sem gerar dano à natureza nem nos colocar em perigo. Aprenderemos, pelo menos a parte teórica, de sobrevivência sem precisarmos ficar em situações extremas que, convenhamos, são extremamente improváveis de ocorrerem com a maioria de nós.
     Apesar do apelo interessante e primitivo da sobrevivência, melhor do que assistir e incentivar programas como esses que causam danos à natureza desnecessariamente, é ler uma obra prima como Robinson Crusoé, assistir ao filme Náufrago, com o inesquecível senhor Wilson ou, para ter uma maior interatividade, jogar videogame em jogos como Far Cry, Tomb Raider e semelhantes. A sensação de sobrevivência é parecida, em termos teóricos pelo menos, mas sem perigo para a natureza e para si mesmo.
     Saudações gamers  
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.


Livraria Cultura

Gears of War 4: Primeira Gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr

www.cjbr.com.br






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

sábado, 15 de outubro de 2016

Aos mestres

     Hoje é dia 15 de outubro, dia do professor e nada mais justo do que um texto em homenagem a essa que é uma, se não a mais importante profissão que existe. Em nosso país, infelizmente, tal função não é levada a sério pela sociedade, sendo isso uma grande explicação do porquê que continuarmos a ser um país de terceiro mundo, obrigando aos nossos mestres escutar frases do tipo "Professor, além de dar aula, o senhor trabalha?" Já em países desenvolvidos, como o Japão, a profissão é tão respeitada que eles são os únicos que não precisam fazer reverência ao imperador.
     No mundo dos games, o mais comum é aprendermos com tutoriais no início do jogo, mas mesmo assim, às vezes temos alguns mestres que nos ensinam, seja um movimento específico, seja como orientando o personagem. Alguns exemplos vem dos animes e dos filmes. O que seria do Goku sem o mestre Kame ou do Naruto sem o Jiraiya? Além destes exemplos que migraram da animação japonesa para os jogos, temos o eterno Senhor Miyagi, no jogo do Karate Kid de NES, o Nintendinho.
     Em jogos de luta também temos exemplos de professores, não que eles ensinem alguma técnica no jogo, mas foram os mestres de alguns personagens, reforçando o enredo. É o caso do Batman com o Robin em Injustice, ou Gouken, o mestre de Ryu e Ken em Street Fighter.
     Em alguns jogos, como Assassin´s Creed, precisamos aprender movimentos novos para continuar em nossa jornada e é aí que um mestre aparece para nos ensinar a técnica. O mesmo pode ser visto em jogos como Dead Rising 3 e Infamous.
     Já no mundo real, temos pessoas que nos ensinam muito e que também estão relacionados com os games. Desde pessoas com exemplos de vida como Shigeru Miyamoto, Hideo Kojima, Fumito Ueda, etc. assim como youtubers, como o Zangado e o EngLeo, que sempre se esforçam para passar lições de moral, conselhos e dicas para sermos melhores. No caso do Leo, temos ainda a vantagem de aprender muito com o conhecimento de um professor de engenharia, ou seja, é extremamente enriquecedor.
     Seja nos games ou no mundo real, os professores são fundamentais e merecem todos os nossos respeitos. Devemos valorizar e admirar esses profissionais, sempre estimulando essa prática que é tão necessária na sociedade. A todos os mestres, como os muitos que tive e que fizeram parte da minha história e do qual sou muito grato, como a todos aqueles que se dedicam nesta jornada fundamental, os meus parabéns e os da NGC também.
     Saudações gamers
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Gears of War 4 - Horde 3.0 : Conferindo o Game ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Battlefield 1 - A Primeira Hora

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

MMORPGS: retóricas sobre os novos mundos

Dissertação de mestrado de Fabiano Alves Onça

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27154/tde-05072009-201832/pt-br.php
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Os jogos indies e a BGS

     Depois de mais de um mês, e muitos textos, terminarei a cobertura da BGS 2016 feita pela NGC. E para fechar com chave de ouro nada melhor do que falar dos jogos independentes, os chamados jogos indies. 
     Como já dito, o espaço para os expositores nesta categoria foi muito bom, com várias empresas, com os mais diversos tipos de jogos. Foi ótimo falar com estas pessoas, criarmos pré acordos e ver o potencial do Brasil nos games. 
     Estas empresas não contam com os investimentos bilionários dos grandes estúdios como Ubisoft, Rockstar, Microsoft e Sony, só para citar uns exemplos, mas contam com uma vontade sem igual de mostrar seu trabalho, de criar um jogo incrível, mesmo sem muitos recursos, de desenvolver experiências novas no mundo dos games. Se antes falei de grandes empresas, mesmo elas começaram como pequenas, mas continuaram lutando até chegar aos colossos que são hoje. Acreditamos, aqui na NGC, que o mesmo ocorrerá com os nossos estúdios e com o mercado de games nacional e, por isso, nos dedicamos de corpo e alma para alcançar esse objetivo, assim como as empresas que estão produzindo jogos indies.
     Alguns títulos de sucesso recente como Slender e Outlast, apesar de seu enorme sucesso, continuam sendo jogos independentes e que superaram e muito os grandes lançamentos dos estúdios já estabelecidos. O dinheiro é importante, mas, como visto nestes exemplos, é secundário em relação a vontade, a dedicação e a imaginação.
     Incentivamos as empresas nacionais de games e, por isso, temos um espaço chamado Criadores, onde os jogos podem ser conhecidos. Alguns ainda estão em fase de desenvolvimento, outros em estado mais avançado, mas todos merecem ser vistos, então vale a pena dar uma olhada nestes e nos muitos outros que ainda estão por vir, pois já fizemos novas parcerias e estamos buscando ainda mais, pois temos um sonho, uma missão: fomentar a cultura gamer do Brasil e vamos nos esforçar para realizar esta meta.
     Voltando a BGS, graças ao seu espaço indie, que esperamos que cresça cada vez mais e mostre a importância destes jogos e estúdios na cultura dos videogames, nos foi possível conhecer alguns destes bravos guerreiros que lutam para difundir o jogo que tanto se esforçaram para criar. Com toda a certeza essa troca de informações foi um dos pontos fortes da BGS 2016, uma feira memorável, com muitos pontos positivos, alguns negativos que, esperamos, sejam melhorados, e algumas críticas a serem analisadas. Foi um marco na história da nossa empresa e, por que não dizer, também na história dos videogames do Brasil.
     Saudações gamers 
______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.

Shadow Warrior 2 - Conferindo o Game

Vídeo do Zangado






______________________________________________________________________

Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Agradecemos o apoio e a confiança


  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +
E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.