domingo, 31 de janeiro de 2016

Tom Clancy's The Division Beta: Primeira Gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr sobre a Beta do Tom Clany´s The Division
www.cjbr.com.br


Para os fãs do Top Spin, Mario tennis e semelhantes

     Acabou hoje o Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada de tênis e os brasileiros tem muito a comemorar, já que Bruno Soares foi campeão nas duplas masculinas ontem e nas mistas hoje.
     O tênis e um esporte ainda com pouca visibilidade no Brasil, tendo como base o futebol, e, como é de costume, normalmente só entra na pauta da mídia, fora a especializada, quando alguém ganha. Tenho esperanças que isso mude, do mesmo jeito que a visão sobre os videogames como um todo, incluindo as competições, mas isso é assunto para outro texto. A ideia é parabenizar a ESPN, canal que investe em vários esportes, além do futebol, como o tênis, com as transmissões dos jogos e o "Pelas Quadras", programa sensacional sobre o dia do Grand Slam e a todo pessoal que faz isso possível, como Fernando Nardini, Fernando Meligeni, Osvaldo Maraucci e demais feras.
     Além da ESPN, temos que parabenizar, lógico, todos os atletas brasileiros que se esforçaram no torneio e, principalmente, ao Bruno Soares pelo empenho e pelos títulos e dizer que, apesar da falta de reconhecimento do nosso país a esse e outros esportes, sem contar aos games, que é o nosso foco, que um dia tal mentalidade mudará e que eles, assim como seus antecessores, estão fazendo a diferença. Que não desistam e continuem lutando e orgulhando o país.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Mad Max #16: Fé de Metal / Empurrando um Trem - Xbox One Gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr

www.cjbr.com.br



Quem joga videogame é vagabundo? NÂO!

     Infelizmente se tem no Brasil a ideia de que a pessoa que joga videogame é vagabundo. Os argumentos mais ouvidos são a falta de tempo, então se a pessoa joga tem tempo de sobra, e que jogos são coisas de crianças.
     Quanto ao tempo, eu particularmente penso que, fazendo um esforço, conseguimos fazer o que gostamos, é só nos organizar. Tanto é verdade que, no país do futebol, as pessoas encontram tempo para assistir os jogos do time, e estas são vistos, principalmente em época de copa, como patriotas, algo que não tem o mesmo impacto assistindo torneios de vôlei, basquete ou rugby. Preconceito, no caso social, é complicado.
     Já que os jogos seriam coisas de crianças por que a classificação etária? Jogos como God of War, Silent Hill, Fallout não são para crianças e nada mais correto do que a classificação etária para deixar isso claro.
     Mas voltando a questão da vagabundagem, depois da análise breve dos argumentos preconceituosos usados e já criticados, podemos ver que o que vigora não é a lógica e sim ideias infundadas. Existe algo parecido em relação ao Surf, mas pessoas como Gabriel Medina e Adriano de Souza, o Mineirinho, atuais campeões mundiais do esporte mostram que não é bem assim. Claro que muitas pessoas tem um esporte como hobby. Desde a partida de casados contra solteiros até um passeio de bicicleta no parque ou uma surfada na praia. Uma válvula de escape para os problemas do cotidiano e, em alguns casos, o trabalho em si. Não se pode generalizar. Como em qualquer coisa na vida temos pessoas que não se esforçam, que querem sempre o mais fácil e que não se dedicam a fazer mais, mas existem pessoas, felizmente, que são o oposto e não é porque estes jogam videogame ou surfam que deixam de ser esforçados.
     No futuro pretendo escrever mais destes editoriais. Quem sabe, juntos, possamos minimizar e até acabar com esse preconceito, sem contar outros que afligem a nossa sociedade. Jogar videogame é um hobby como praticar um esporte, ler um livro, ver um filme ou ouvir uma música e, para alguns, pode até ser um trabalho e não um pecado socialmente mortal. Quem sabe, no futuro seja comum ouvirmos coisas como "sou fã de Caetano Veloso, Quentin Tarantino e Hideo Kojima"?
     

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Kirby and the Rainbow Curse: Último Chefe + Final Psicodélico - Nintendo...

Vídeo do EngLeo da Cjbr sobre um personagem clássico da Nintendo

www.cjbr.com.br



1001 videogames para jogar antes de morrer

     Hoje farei uma sugestão de livro. 1001 videogames para jogar antes de morrer de Tony Mott da Editora Sextante é um guia de jogos. Como toda a lista, acaba tendo um viés do autor e sempre gera discussões. Eu, por exemplo, acho que faltaram alguns jogos, mas essa é a minha opinião. Seja lista de livros, filmes, bebidas ou locais sempre existirá esse fator pessoal, por mais que tentemos ser imparciais. Em todo caso, penso que estas listas são mais guias do que algo fixo e imutável.
     1001 videogames mostra, primeiro, a importância dos games que cresce continuamente e depois, dá mil e uma sugestões de jogos, desde os primórdios do videogame quando eram feitos por pessoas comuns, seguido pelo surgimento da primeira empresa, a Atari, e a indústria dos videogames em si, até a sétima geração de consoles.
     Boa leitura

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Site disponibiliza 2,4 mil jogos do MS-DOS online e gratuitamente

Notícia postada no site administradores.com.br

http://www.administradores.com.br/noticias/tecnologia/site-disponibiliza-24-mil-jogos-do-ms-dos-online-e-gratuitamente/107915/

Hack and Slash

     Hack and Slash ou Hack ´n slash é um gênero de jogos de ação frenética, realização de sequencias e movimentos, os combos, no combate contra hordas de criaturas. Durante o combate soma-se pontos pela diversidade de movimentos, quantidade de hits seguidos, ou seja,  sequencia de golpes sem ser atingido pelo inimigo, tempo gasto no combate e outros. Tais pontos são trocados por novos combos ou para fortalecer os já existentes. Pode ser considerado também um subgênero dos jogos de ação, mas devido à sua popularidade, já é considerado por muitos um gênero próprio.
     Segundo nossa opinião, podemos dividir os jogos de hack and slash em dois subgrupos: o primeiro seria o hack and slash por níveis que seriam jogos divididos por fases e que, ao final destas, podemos ver nossa pontuação e troca-la por novas habilidades. Exemplos deste tipo de jogo são os da saga Devil May Cry, jogo que difundiu o gênero, Bayonetta, o outro grande difusor, Castlevania: lords of shadow, Metal Gear Rising: Revengeance, etc.
     O segundo subgrupo seria o hack and slash continuo, aquele em que não há divisão por fases e a história continua de forma fluída, podendo-se salvar durante a partida em locais específicos, normalmente. Exemplos desse subgrupo seriam os jogos das sagas God  of War e Darksiders, Dante´s Inferno entre outros.  

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Parabéns São Paulo

     Parabéns à cidade de São Paulo, sede da empresa Gamerclub NGC e importante cidade do mundo. Hoje com seus 462 anos muita coisa mudou desde sua origem, mas muito coisa deve melhorar.
     Para quem não conhece São Paulo fica a dica para conhecer a metrópole, que, apesar de seus defeitos, apresenta muitos encantos.
     Mas o que tudo isso tem a ver com games? Além da empresa estar sediada na cidade, acreditamos no potencial da cidade mais populosa do Brasil, assim como no país como um todo, de crescimento dos games e da comunidade gamer e, do mesmo modo que São Paulo foi responsável por grandes mudanças no país durante sua história, pensamos que pode ser o epicentro da grande mudança gamer e no crescimento da importância  de sua comunidade.
     Saudações gamers

domingo, 24 de janeiro de 2016

Jogo de tiro

     Jogo de tiro, como o nome já indica, é um gênero de jogo em que se usam armas. Pode ser em primeira pessoa, em que jogamos na perspectiva do protagonista e em terceira pessoa como alguém vendo o protagonista de uma outra visão, normalmente acima do ombro.
     O primeiro jogo de tiro foi o Wolfenstein 3D e o gênero se popularizou com o jogo Doom e seu sucessor Doom 2.
     Alguns exemplos clássicos de jogos de tiro em primeira pessoa são, além dos já citados: a saga Quake, a saga Halo, Duke Nuken 3D, heretic, Goldeneye, sagas Medalha de Honra, Call of Duty, Battlefields, Crysis, Killzone, etc.
     Já os jogos de tiro em terceira pessoa tem como exemplo a saga Gears of Wars,  Army of Two entre outros.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

6 Anos - Parte 2/2 (Final)

Vídeo do Zangado.

Depois de ver os dois vídeos e de anos acompanhando o canal, o mínimo que a Gamerclub NGC pode fazer é postar a retrospectiva comemorando os 6 anos do canal do Zangado.



6 Anos - Parte 1/2

Vídeo do Zangado.

Depois de ver os dois vídeos e de anos acompanhando o canal, o mínimo que a Gamerclub NGC pode fazer é postar a retrospectiva comemorando os 6 anos do canal do Zangado.



quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Como você avalia a qualidade dos games?

Dê sua opinião





__________________________________________________________________
     A NGC quer saber sua opinião. Ela é importante para nós. Faça seus comentários, divulgue nosso trabalho e siga-nos nas redes sociais. Ajude-nos a melhore a comunidade gamer do Brasil. Juntos somos mais fortes.
     E não se esqueça de prestigiar os nossos parceiros. É só clicar em um dos banners aqui no nosso site, assim TODO MUNDO sai ganhando. É rápido e prático.
     
  • Clique aqui para nos seguir no Twitter
  • Clique aqui para nos seguir no Facebook
  • Clique aqui para nos seguir no Google +

Dependência de jogos eletrônicos: a possibilidade de um novo diagnóstico psiquiátrico

Trabalho de Igor Lins Lemos e Suely de Melo Santana



Dependência de jogos eletrônicos: a possibilidade de um novo diagnóstico psiquiátrico

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Gamer

     Gamer é a pessoa que joga videogames e tem isso como um de seus principais hobbies. Ele pode ser tanto casual, jogando de vez em quando, como hardcore, aquele que joga com frequência.
     Atualmente, a definição está se tornando mais abrangente, significando, não só quem joga, mas o apaixonado por jogos eletrônicos, mas sem perder sua essência, descrita anteriormente.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Stealth

     Stealth é um gênero de jogo em que o jogador deve jogar de forma furtiva, sem chamar a atenção dos inimigos, sendo punido caso isso ocorra. Tal punição pode ser a chegada de mais inimigos ou mesmo dar game over.
     Em alguns casos, certas fases específicas de um jogo podem adquirir características stealth, como o primeiro Medal of Honor, jogo de tiro em primeira pessoa, mas que deve-se jogar em stealth durante uma fase específica. Outra forma é em jogos de ação como os da saga Batman Arkhan ou da saga Assassins Creed, em que jogar stealth evita o aparecimento de reforços inimigos, facilitando o sucesso das missões, mas sem ser uma obrigatoriedade normalmente.
     Os jogos stealth mais conhecidos com certeza são os da saga Metal Gear Solid, utilizando recursos como camuflagem e a famosa caixa de papelão como forma de não ser percebido pelo inimigo.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Saga Silent Hill - Parte 4/4 (Final)

Vídeo do Zangado sobre um clássico dos games e um dos principais difusores do gênero Survivor Horror

Não sabe o que é Survivor Horror? Clique no link a seguir e veja a nossa Gamerpedia

http://ngamerclub.blogspot.com.br/2016/01/survivor-horror.html


quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Sonic Lost World #08: Monstrinho Emo - Nintendo Wii U gameplay

Vídeo do EngLeo da Cjbr

http://www.cjbr.com.br/



Saga Silent Hill - Parte 3/4

Vídeo do Zangado sobre um clássico dos games e um dos principais difusores do gênero Survivor Horror

Não sabe o que é Survivor Horror? Clique no link a seguir e veja a nossa Gamerpedia

http://ngamerclub.blogspot.com.br/2016/01/survivor-horror.html


Mundo Aberto

     Mundo aberto é um subgênero, mas também considerado um gênero em si, de jogos em que o jogador tem liberdade de exploração pelo mundo do jogo, podendo cumprir missões primárias ou secundárias, coletar colecionáveis, buscar easter eggs, etc sem ter que seguir um roteiro linear, podendo voltar a lugares já vistos ou conhecer novas localidades.
     O Exemplo clássico é a dos jogos da franquia GTA, Grand Theft Auto, popularizando esse estilo seguido por jogos como Prototype, Infamous, Assassins Creed, etc.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Terror em Silent Hill

     Assisti recentemente o filme Terror em Silente Hill, filme de 2006 baseado na franquia de jogos. Eu gostei do filme, apesar de não ter jogado os jogos, mas pretendo corrigir tal heresia gamer em um futuro próximo.
     O que eu conheço sobre Silent Hill é o que eu vi no vídeo do Zangado. Recentemente ele refez o vídeo em 4 partes, então aproveitei o embalo e tirei esse texto da gaveta. Os vídeos serão postados nesta semana aqui no blog da empresa. Com base no vídeo achei muitos elementos bem parecidos com o jogo, mas, claro, como não joguei, só posso dar uma visão parcial. Monstros clássicos como o lendário Cabeça de Pirâmide, a névoa característica e a temível sirene não podiam faltar.
     Enquanto não jogar os jogos, não poderei dar uma opinião definitiva, mas e você, caro gamer que jogou este clássico, o que achou do filme?
     Para quem não conhece o filme deixo as informações no link à seguir:  http://www.imdb.com/title/tt0384537/?ref_=fn_al_tt_1
     Para quem não conhece ou quer saber mais sobre o jogo, é só nos seguir no http://ngamerclub.blogspot.com.br/. O primeiro vídeo já está online e pode ser visto no link à seguir: http://ngamerclub.blogspot.com.br/2016/01/saga-silent-hill-parte-14.html
     Saudações gamers

Saga Silent Hill - Parte 1/4

Vídeo do Zangado sobre um clássico dos games e um dos principais difusores do gênero Survivor Horror

Não sabe o que é Survivor Horror? Clique no link a seguir e veja a nossa Gamerpedia

http://ngamerclub.blogspot.com.br/2016/01/survivor-horror.html



quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Survivor Horror

     Survivor Horror é um gênero de jogo baseado na sobrevivência em situações de terror, seja psicológico, seja terror direto, por meio de monstros, criaturas e semelhantes. Normalmente envolve a resolução de quebra cabeças sobre uma forte tenção, gerada pelos elementos de terror, assim como busca de informações a serem usadas a seu favor, como forma de derrotar determinados inimigos.
     Surgiu na década de 90 com o lançamento do jogo Alone in the Dark, mas ganhou popularidade com as sagas Resident Evil e Silent Hill.


Saga Alone in the Dark : Vale ou não a pena jogar

Vídeo do Zangado sobre o percursor dos jogos Survivor Horror

Veja também a definição de survivor horror na Gamerpedia no link abaixo:
http://ngamerclub.blogspot.com.br/2016/01/survivor-horror.html